Artigo velho é que faz pesquisa boa

by

Ontem à tarde eu assisti o DVD Pixar Short films Collection, que reúne uma série de pequenos filmes feitos pelo pessoal da Pixar desde a década de 80. O DVD também mostra um pouco do desenvolvimento de hardware e software de computação gráfica necessários para criar desde desenhos animados bem simples até chegar ao primeiro longa metragem do gênero, Toy Story.

À noite fiquei matutando sobre a importância do pessoal “das antigas” e suas pesquisas. Bem, na verdade os conhecimentos vão sendo incorporados e as raízes mais profundas das teorias acabam não sendo citadas, e se tornam senso comum dentro dos artigos. Então tentei pensar em um contra exemplo: algum trabalho muito importante, que seja bastante utilizado e, mais importante, citado pelos artigos mais recentes. O que me veio logo à mente (dentro da minha área de pesquisa), foi um artigo datado de 1957.

ResearchBlogging.orgÉ um review intitulado Synthesis of the Elements in Stars, escrito por Margaret Burbidge, Geoffrey Burbidge, William Fowler e Fred Hoyle (só a primeira autora ainda está entre nós). Em Astrofísica/Física, este artigo é carinhosamente chamado de B2FH (conjunto das iniciais dos sobrenomes dos autores) e, até o momento, coleciona 1047 citações no ADS. Para se ter uma idéia, só em Janeiro deste ano já foram 10 citações. É um dos artigos pioneiros na subárea que une a Física Nuclear e a Astrofísica, surpreendentemente chamada Astrofísica Nuclear.

O texto é muito denso e completo. Os autores tratam desde estrutura nuclear e origem dos elementos químicos,  passando (detalhadamente) pelos processos de formação dos mesmos nos interiores das estrelas, até a relação entre o enriquecimento da Galáxia e os estágios finais de evolução estelar. As seções que mais me interessam são as que tratam dos processos de captura de nêutrons, chamados de process-r (rápido) e processo-s (lento), que são responsáveis pela formação de todos os elementos da tabela periódica desde o Ferro até o Urânio. A ocorrência desses processos depende essencialmente da temperatura do meio e da disponibilidade (densidade) de nêutrons. Assim, com valores dessas grandezas (calculados utilizando ferramentas teóricas) é possível associar o tipo de ambiente onde cada processo poderia ocorrer: o processo-s pode ocorrer, por exemplo, em pulsos térmicos durante a evolução de uma estrela de massa intermediária; já o processo-r ocorre em eventos explosivos associados à supernovas de tipo II. Sabendo então a taxa de formação dos elementos e a quantidade de matéria liberada pelo evento, pode-se inferir o grau de enriquecimento no meio onde ocorreu a explosão e, por conseguinte, associar as estrelas aos seus possíveis locais de formação. É possível ver que, mesmo com 53 anos de idade, grande parte da Física descrita no texto ainda serve muito bem de base teórica para trabalhos atuais.

O título desta postagem não é para ser provocativo. Minha intenção não é, de forma alguma, dizer  que de lá para cá nada aconteceu, mas sim salientar/destacar/ressaltar e enaltecer este trabalho tão importante que serviu de base para tantos outros estudos em sua área. Na verdade, este trabalho foi tão inovador que, em 2007 (exatos 50 anos após a publicação), foi realizada a conferência Nuclear Astrophysics – Beyond the First Fifty Years, onde foram tratados assuntos contemporâneos relacionados às portas abertas em 1957.

——————————————————–

Burbidge, E., Burbidge, G., Fowler, W., & Hoyle, F. (1957). Synthesis of the Elements in Stars Reviews of Modern Physics, 29 (4), 547-650 DOI: 10.1103/RevModPhys.29.547

Anúncios

Tags: , , ,

2 Respostas to “Artigo velho é que faz pesquisa boa”

  1. Artigo velho é que faz pesquisa boa « Café com Ciência – ciencia Says:

    […] https://cafecomciencia.wordpress.com/2010/02/01/artigo-velho-e-que-faz-pesquisa-boa/Café com Ciência. Um debate sobre a Ciência no Brasil e no Mundo. « Imagem da semana: A Corrente […]

  2. Links da semana | Pós-Graduando - Tudo sobre a pós-graduação Says:

    […] Debate: Artigo velho é que faz pesquisa boa. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: