Novas imagens do Hubble

by

hubblenew

Nesses últimos dias tenho pensado em algo legal para colocar no blog, mas por motivos de força maior (relatório anual de atividades) ainda não tive tempo para me dedicar a uma série de posts que tenho em mente. Mais uma vez fui salvo pelo Moisés, que me enviou este link de uma notícia que saiu ontem no site da NASA.

O telescópio espacial Hubble, agora com 19 anos de idade, passou por ajustes em maio deste ano. Além de receber novos instrumentos, com maior sensibilidade à luz e com melhora de eficiência na tomada de imagens, foram feitos alguns reparos nos equipamentos já existentes. A qualidade das imagens realmente não tem precedentes. Cabe aqui uma breve descrição das imagens:

  • NGC6302: Nebulosa ao redor de uma estrela próxima do seu fim, localizada na constelação do Escorpião
  • Quinteto de Stephan: primeiro grupo compacto de galáxias a ser descoberto. Esta imagem precisou de 17 horas de exposição para ser feita!
  • Omega Centauro: Centenas de milhares de estrelas em um aglomerado?
  • Nebulosa da Carina: um exemplo claro de berçário de estrelas.

Passado o período de testes e calibrações, chegou a hora de abrir a temporada de pedidos de tempo para observações totalmente dedicadas à ciência. A concorrência será enorme, fazendo com que aumente cada vez mais a qualidade dos projetos. Com uma resolução dessa magnitude, o Hubble será capaz de determinar a composição química da atmosfera de planetas extra-solares, fotografar galáxias em formação na época que o Universo tinha “apenas” 500 milhões de anos, entre outras tarefas igualmente impressionantes.

Os interessados em maiores detalhes (e fotos em alta resolução para utilizar como papel de parede) podem acessar aqui o Press Release da NASA (em inglês).

[Tenho uma confissão a fazer: eu, como aspirante à astrofísico estelar e trabalhando com estrelas pobres em metais, sempre me senti um pouco frustrado por não ter uma imagem dessas no meu trabalho para mostrar a alguém. As estrelas que eu observo não brilham muito, têm pouca massa, não explodem e muito menos  irão gerar um buraco negro. O pessoal que trabalha , por exemplo, com imagens em astrofísica extragaláctica, sempre tem imagens lindas e coloridas para colocar nos seminários. Em um seminário de divulgação, muitas pessoas esperam esse tipo de imagem, mesmo que elas não reflitam em nada o seu trabalho. Bom, seja como for, ainda tenho muito orgulho dos meus espectros (bem como das implicações do seu estudo) e não os trocaria por nada (talvez por alguns milhões de dólares).]

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: